Pages: [1] 2 3 ... 6   Go Down
Author Topic: Projecto  (Read 8035 times)
0 Members and 1 Guest are viewing this topic.
Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Boas caros colegas tugas,

sou novo por aqui e pelas andanças do arduino e tudo o que lhe é associado. O facto de perceber de programação ( estou a tirar Eng. Informática) , fez-me voltar  à ideia de realizar este projecto que há muito tenho na cabeça. Trata-se de fazer um conjunto de volante, pedais e mais uns extras para poder ligar a uma PS3 ou PC, preferencialmente a 1ª. Ora, eu já pesquisei e até existe uma espécie de lib para arduino que o permite ligar à PS3 ( o nome da open-source é UnoJoy), mas eu, agora que tenho uma sensibilidade maior e um conhecimento superior do que tinhas antes na área, fiquei com uma dúvida: mesmo que eu entre mesmo neste projecto, consiga ligar tudo o que é devido e fazer com tudo funcione, será que a perfomance justificará a despesa e o tempo despendido ? Quando falo de perfomance refiro-me a lag ou latência em termos de inputs, etc (por exemplo, carregar num botão e a resposta não ser imediata).

Inicialmente, o conjunto teria, no essencial:
 -4 potenciómetros ou componente equivalente;
 - Uns quantos botões de pressão;
 -Arduino, claro. Uno, Mega ou o que melhor servir;

Eventualmente, poderia ter mais uns LED's, mais um ou outro botão.

Assim fica a minha dúvida, à qual esperava uma resposta de quem melhor percebe do assunto.
Logged

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Ninguém ?
Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

A libraria nao refere a velocidade?

Quem fez a libraria certamente que tera dados acerca da velocidade de resposta uma vez que a velocidade depende do cristal, mas acima de tudo de como o codigo esta escrito.

No entanto, acho que isso nao se consegue com um Uno... posso estar errado, mas acho que precisas dum Leonardo ou Due.

Se queres uma boa performance, creio que sera melhor comprares um comando apropriado para isso. Em termos de preco nao deve sair mais caro comprar algo ja feito.

Se queres um desafio, entao o resultado final sera o que fizeres dele.

O que pretendes mesmo? O desafio ou um comando para jogar?

Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

A libraria nao refere a velocidade?

Quem fez a libraria certamente que tera dados acerca da velocidade de resposta uma vez que a velocidade depende do cristal, mas acima de tudo de como o codigo esta escrito.

No entanto, acho que isso nao se consegue com um Uno... posso estar errado, mas acho que precisas dum Leonardo ou Due.

Se queres uma boa performance, creio que sera melhor comprares um comando apropriado para isso. Em termos de preco nao deve sair mais caro comprar algo ja feito.

Se queres um desafio, entao o resultado final sera o que fizeres dele.

O que pretendes mesmo? O desafio ou um comando para jogar?



Boas,

pretendo o desafio e o "comando". Acho que não percebeste bem a ideia.. Eu não quero fazer um comando, mas sim um conjunto de volante, pedais e mudanças, totalmente feito por mim.. Assim, iria usar os potenciómetros ou encoders para o volante e pedais, botões de pressão para as mudanças e para algumas outras coisas..

Isto não seria possível fazer com um Uno ?

Obrigado.
Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Quote
Eu não quero fazer um comando, mas sim um conjunto de volante, pedais e mudanças, totalmente feito por mim..
Semantica...

Eu sou preguicoso... e em vez de escrever isso tudo escrevi comando. Para mim, o que queres e um comando. Se vais usar em forma de volante ou por controlo da mente nao torna em nada o que escrevi antes menos verdade.

Desculpa... afinal da para usar o Uno... mas tens de reprogramar o chip que faz a translaccao entre USB e TTL. Depois de reprogramado, tens de voltar a reprogramar para voltares a ter o teu Arduino de volta. O que referem no site, parece ser facil... eu nunca experimentei, logo nao me posso pronunciar sobre isso.

Ja tens um Uno? Que tal experimentar primeiro??
O Due tem USB nativo e emula ratos e teclados USB... sera que daria para fazer isto num DUE? Esse tem mais que frequencia suficiente para o que pretendes. O Uno pode ter... dependera do codigo, creio. O DUE tem tambem o modo de encoder para timers... ler encoders de forma eficiente num Uno e extremamente complicado... e ainda mais complicado, encontrar encoders bons que usem as gamas de tensao que estes chips usam.

A minha opiniao e que o preco final de fazeres algo deste genero nao vale a pena comparativamente a comandos ou volantes ou um sistema parecido comercial.
Porque vais ter de comprar o hardware (e nao me estou a referir aos sensores) para todas essas coisas e isso nao saira barato. Claro que, se ja tiveres a maior parte das pecas, entao valera a pena ja que o investimento dum Uno nao e de todo substancial. Mas contabiliza primeiro o que gastas no tal volante, pedais, sensores, etc... e ve o que ha no mercado para esse efeito.

Existem varios desafios que podes realizar...  mas se o que pretendes e SO o desafio, atira-te de cabeca. Senao estuda um pouco primeiro o que vais gastar para realizar isto e toma a decisao depois.

Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Quote
Eu não quero fazer um comando, mas sim um conjunto de volante, pedais e mudanças, totalmente feito por mim..
Semantica...

Eu sou preguicoso... e em vez de escrever isso tudo escrevi comando. Para mim, o que queres e um comando. Se vais usar em forma de volante ou por controlo da mente nao torna em nada o que escrevi antes menos verdade.

Desculpa... afinal da para usar o Uno... mas tens de reprogramar o chip que faz a translaccao entre USB e TTL. Depois de reprogramado, tens de voltar a reprogramar para voltares a ter o teu Arduino de volta. O que referem no site, parece ser facil... eu nunca experimentei, logo nao me posso pronunciar sobre isso.

Ja tens um Uno? Que tal experimentar primeiro??
O Due tem USB nativo e emula ratos e teclados USB... sera que daria para fazer isto num DUE? Esse tem mais que frequencia suficiente para o que pretendes. O Uno pode ter... dependera do codigo, creio. O DUE tem tambem o modo de encoder para timers... ler encoders de forma eficiente num Uno e extremamente complicado... e ainda mais complicado, encontrar encoders bons que usem as gamas de tensao que estes chips usam.

A minha opiniao e que o preco final de fazeres algo deste genero nao vale a pena comparativamente a comandos ou volantes ou um sistema parecido comercial.
Porque vais ter de comprar o hardware (e nao me estou a referir aos sensores) para todas essas coisas e isso nao saira barato. Claro que, se ja tiveres a maior parte das pecas, entao valera a pena ja que o investimento dum Uno nao e de todo substancial. Mas contabiliza primeiro o que gastas no tal volante, pedais, sensores, etc... e ve o que ha no mercado para esse efeito.

Existem varios desafios que podes realizar...  mas se o que pretendes e SO o desafio, atira-te de cabeca. Senao estuda um pouco primeiro o que vais gastar para realizar isto e toma a decisao depois.



Sim, tens razão acaba por ser a mesma coisa smiley-grin

Não sei o que tens em mente quando falas dos custos elevados.. Pelo que andei a ver pela net, a parte electrónica não é cara... Não consegui ainda procurar em especifico os encoders mas julgo que o "orçamento" para a parte elctrónica não deve ultrapassar os 40/50 euros, mas posso estar enganado. O resto dos materiais para a construção do "comando" em si, não são problema smiley-wink

Pois, eu tenho é receio que o Uno seja fraco em termos de processamentos para poder ter bons resultados... Por outro lado, o tal projecto que mencionei, o UnoJoy, apenas suporta Uno (na totalidade) e também o Leo e o Mega, mas ai já mais falta de suporte e a comunicação com os autores é um pouco escassa.

Claro que o principal objectivo disto é mesmo o desafio em si, o aprender coisas novas em novas áreas que eu gosto e para servir também como um hobby... Óbvio que, se o resultado for bom, será aproveitado.

Como digo, o meu conhecimento em arduino ou programação ligada à electrónica é escasso.
Para já, ainda não tenho nada. Caso comece a perceber melhor como isto funciona e a ver que o projecto tem mesmo pernas para andar,  começarei a comprar coisas.. O arduino devo comprar de qualquer maneira, após ter decidido qual deles é o mais indicado.

Desde já o meu muito obrigado pelo apoio.

Abraço
Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Um bom encoder e caro... alias, muito caro...

Depois tens a parte mecanica... tens de ligar o encoder ao volante... e isso tambem nao e simples para obter bons resultados.

O que eu estou a referir em termos de custos nao e a electronica em si... mas sim o hardware. O volante, pedais e mudancas... isso sim e caro e se nao tiveres sensores neles ainda mais caro sai. A electronica, ou seja, o arduino e ligadores estimo que seja o minimo do preco... a nao ser que ja tenhas isso por casa. smiley-wink

Mas se pretendes aprender electronica, porque e que o teu projecto tem de ser bem sucedido nestes modos? Porque e que nao das por bem sucedido um projecto onde aprendes electronica e microcontroladores?

Isto porque ao usares aquela biblioteca e outras do arduino estaras na realidade a aprender pouco (para alguem de Eng. Informatica). O que deves pensar e... usar aquela biblioteca e se nao resultar, arranjar maneira de tornares a biblioteca mais rapida ou adaptar para outra plataforma (outro tipo de Arduino). Isso dar-te-a muito mais conhecimento. smiley-wink

Mas estou a divagar...

Infelizmente nao te sei responder se o Uno tera um comportamento aceitavel ou nao. O melhor a fazer sera mesmo comprar um e experimentar. :\
Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Um bom encoder e caro... alias, muito caro...

Depois tens a parte mecanica... tens de ligar o encoder ao volante... e isso tambem nao e simples para obter bons resultados.

O que eu estou a referir em termos de custos nao e a electronica em si... mas sim o hardware. O volante, pedais e mudancas... isso sim e caro e se nao tiveres sensores neles ainda mais caro sai. A electronica, ou seja, o arduino e ligadores estimo que seja o minimo do preco... a nao ser que ja tenhas isso por casa. smiley-wink

Mas se pretendes aprender electronica, porque e que o teu projecto tem de ser bem sucedido nestes modos? Porque e que nao das por bem sucedido um projecto onde aprendes electronica e microcontroladores?

Isto porque ao usares aquela biblioteca e outras do arduino estaras na realidade a aprender pouco (para alguem de Eng. Informatica). O que deves pensar e... usar aquela biblioteca e se nao resultar, arranjar maneira de tornares a biblioteca mais rapida ou adaptar para outra plataforma (outro tipo de Arduino). Isso dar-te-a muito mais conhecimento. smiley-wink

Mas estou a divagar...

Infelizmente nao te sei responder se o Uno tera um comportamento aceitavel ou nao. O melhor a fazer sera mesmo comprar um e experimentar. :\

Eu não sei se estamos a falar do mesmo quando nos referimos a encoder.. Eu estou a falar de algo que vi num fórum sobre o assunto, em que uma pessoa que tinha um conjunto Logitech G27, substituiu os potenciómetros (normais) dos pedais, devido ao problema do desgaste e dos picos que têm.
Eu já não me lembro onde "fui buscar" os encoders porque voltando a analisar a tal fonte, o que aparece é:

Quote
This solution is the implementation of a contactless optical potmeter. In a normal potmeter a wire scrapes over a resistor to generate an input signal. I replaced it by an LDR (or "Light Dependent Resistor") and two linear polarizers (one fixed, one rotating as a function of pedal position) to generate an input signal. I know this sounds more complicated than it really is... But after spending less than 20 Euros and an afternoon of installation the pedals are as good as new!

Não sei se isto será algo fácil ou não de se fazer.. Mas só para mostrar que esta parte da ideia do projeto era apenas para não usar potenciómetros. Claro que inicialmente, posso optar apenas pelos potenciómetros.

A parte mecânica e do hardware que falas, como já tinha dito, não problema. Não irei ter custos com pedais, volante, etc. Caso tenha, serão reduzidos. O que querias dizer com os sensores nos pedais ?

O que disseste faz sentido para mim, muito. Para uma pessoa como eu  que, literalmente, tem espírito de engenheiro, ou seja, tenho um problema, não descanso até ter uma solução, coisas destas são algo excitante e cativante.. Dai, quando abri a biblioteca e os exemplos de código para arduino, comecei logo a tentar entender como tudo funciona, qual a estrutura daquilo, quais as diferenças ao que estou acostumado, etc..

Como na realidade, eu não quero ficar "técnico" no assunto, ou seja, não quero saber a parte teórica da electrónica porque não é a minha área e o tempo não mo permite, apenas quero tentar usar-la e perceber como ela funciona, mas sem ir muito fundo na questão.

Espero não ter sido muito confuso. Para já, gostava mesmo de ter aquelas dúvidas iniciais respondidas:

-O Uno será suficiente para o desejado ? Se não, ou em caso de dúvida, qual Arduino devo comprar (Mega, Due, etc) ?
-Caso o Arduino escolhido não seja o Uno, os códigos e livrarias do UnoJoy serão compatíveis ?

Outra questão:

Eu tenho passado horas, literalmente, até às tantas da manhã, a tentar perceber o básico do Arduino, mas ainda não vi nada que me esclarecesse em relação às portas que o Uno (exemplo) tem e os tipos de sinal que lhes estão associados. Não percebo a diferença entre os pinos digitais, analógicos, etc.

Obrigado, mais uma vez.
Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Eu não sei se estamos a falar do mesmo quando nos referimos a encoder.. Eu estou a falar de algo que vi num fórum sobre o assunto, em que uma pessoa que tinha um conjunto Logitech G27, substituiu os potenciómetros (normais) dos pedais, devido ao problema do desgaste e dos picos que têm.
Eu já não me lembro onde "fui buscar" os encoders porque voltando a analisar a tal fonte, o que aparece é:

Quote
This solution is the implementation of a contactless optical potmeter. In a normal potmeter a wire scrapes over a resistor to generate an input signal. I replaced it by an LDR (or "Light Dependent Resistor") and two linear polarizers (one fixed, one rotating as a function of pedal position) to generate an input signal. I know this sounds more complicated than it really is... But after spending less than 20 Euros and an afternoon of installation the pedals are as good as new!

Optical potmeter nao e o mesmo que encoders... dito isto nunca tinha ouvido falar desse termo. Mas o que parece acontecer e ele medir a diferenca de luminosidade e usar isso para detectar a posicao do volante. O encoder vai enviar pulsos. Um encoder optico custa bom dinheiro (bem mais que um ou dois arduinos) e depois o Uno nao tem hardware interno que lide com encoders, o que quer dizer que vais ter de programar a contagem dos pulsos. Isto ocupa o processador do Uno em demasia para obteres bons resultados. E possivel, se estiveres so a usar o volante... mas adicionando mais coisas creio que vai dar barraca.

Não sei se isto será algo fácil ou não de se fazer.. Mas só para mostrar que esta parte da ideia do projeto era apenas para não usar potenciómetros. Claro que inicialmente, posso optar apenas pelos potenciómetros.

A parte mecânica e do hardware que falas, como já tinha dito, não problema. Não irei ter custos com pedais, volante, etc. Caso tenha, serão reduzidos. O que querias dizer com os sensores nos pedais ?

Tu disseste que vais ter pedais ligados ao Arduino... como vais detectar que o pedal foi pressionado?

O que disseste faz sentido para mim, muito. Para uma pessoa como eu  que, literalmente, tem espírito de engenheiro, ou seja, tenho um problema, não descanso até ter uma solução, coisas destas são algo excitante e cativante.. Dai, quando abri a biblioteca e os exemplos de código para arduino, comecei logo a tentar entender como tudo funciona, qual a estrutura daquilo, quais as diferenças ao que estou acostumado, etc..

Como na realidade, eu não quero ficar "técnico" no assunto, ou seja, não quero saber a parte teórica da electrónica porque não é a minha área e o tempo não mo permite, apenas quero tentar usar-la e perceber como ela funciona, mas sem ir muito fundo na questão.
Infelizmente, em microcontroladores, tens mesmo de saber alguma coisa de electronica. Claro que ninguem te esta a pedir para aprenderes a desenhar amplificadores ou coisas desse genero, mas sem saberes electronica ou fundamentos de electronica, ser-te-a dificil de entender algumas coisas que passam no Arduino.


Espero não ter sido muito confuso. Para já, gostava mesmo de ter aquelas dúvidas iniciais respondidas:

-O Uno será suficiente para o desejado ? Se não, ou em caso de dúvida, qual Arduino devo comprar (Mega, Due, etc) ?
-Caso o Arduino escolhido não seja o Uno, os códigos e livrarias do UnoJoy serão compatíveis ?

Outra questão:

Eu tenho passado horas, literalmente, até às tantas da manhã, a tentar perceber o básico do Arduino, mas ainda não vi nada que me esclarecesse em relação às portas que o Uno (exemplo) tem e os tipos de sinal que lhes estão associados. Não percebo a diferença entre os pinos digitais, analógicos, etc.
Nao te consigo dizer se o Uno consegue fazer o que pretendes ou nao. Eu tenho um feeling que se meteres encoders ao barulho o resultado nao sera muito bom. Mas e apenas um feeling...
Com sensores como descreveste, que dependem de entradas analogicas, creio que sera melhor.

A biblioteca do UnoJoy da para o Uno... e para o mega, mas precisa de ter um chip da ATMEL a fazer a parte do USB. Por isso o 2009 nao servem. O Leonardo e Due tem USB nativo por isso, teoricamente e possivel de realizar isso la directamente.

Nos microcontroladores todos os pinos sao possiveis de serem usados como entradas e saidas digitais. Para tal bastsa configura-los como tal.
Depois alguns pinos tem funcoes especiais, como PWM (sem ser por codigo) ou entradas analogicas. Mais uma vez tem de ser configurados para tal.
Isto e o que eu me refiro acerca de fundamentos de electronica.
Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Quote
Optical potmeter nao e o mesmo que encoders... dito isto nunca tinha ouvido falar desse termo. Mas o que parece acontecer e ele medir a diferenca de luminosidade e usar isso para detectar a posicao do volante. O encoder vai enviar pulsos. Um encoder optico custa bom dinheiro (bem mais que um ou dois arduinos) e depois o Uno nao tem hardware interno que lide com encoders, o que quer dizer que vais ter de programar a contagem dos pulsos. Isto ocupa o processador do Uno em demasia para obteres bons resultados. E possivel, se estiveres so a usar o volante... mas adicionando mais coisas creio que vai dar barraca.

Como disse os "encoders" surgiram porque eu queria fazer algo bom logo à primeira e usar potenciómetros tem as suas desvantagens como picos e desgaste ao longo do tempo.

Quote
Tu disseste que vais ter pedais ligados ao Arduino... como vais detectar que o pedal foi pressionado?

Ah, eu não eu sei o que queres dizer com sensores. Todos os pedais são lidos com potenciómetros (no início tinha a ideia dos encoders), pois não têm dois estados: pressionado ou não pressionado, mas sim um intervalo ao qual está associado um valor.


Quote
Nao te consigo dizer se o Uno consegue fazer o que pretendes ou nao. Eu tenho um feeling que se meteres encoders ao barulho o resultado nao sera muito bom. Mas e apenas um feeling...
Com sensores como descreveste, que dependem de entradas analogicas, creio que sera melhor.

A biblioteca do UnoJoy da para o Uno... e para o mega, mas precisa de ter um chip da ATMEL a fazer a parte do USB. Por isso o 2009 nao servem. O Leonardo e Due tem USB nativo por isso, teoricamente e possivel de realizar isso la directamente.

Nos microcontroladores todos os pinos sao possiveis de serem usados como entradas e saidas digitais. Para tal bastsa configura-los como tal.
Depois alguns pinos tem funcoes especiais, como PWM (sem ser por codigo) ou entradas analogicas. Mais uma vez tem de ser configurados para tal.
Isto e o que eu me refiro acerca de fundamentos de electronica.

Esquecendo os encoders, usando então 4 potenciómetros e alguns botões.
Agora, falando na escolha do Arduino: eu tenho 4 que podem servir: o Uno, o Leonardo, o Mega e o Due. Eu estive inclinado para o Due pois trabalha num clock maior, mas, por outro lado, trabalha com um voltagem inferior à normal e eu não sei que implicações isso terá com os componentes que irei precisar de usar. O Mega é interessante pois é um Uno apenas com mais portas, acho eu. O Leonardo não vejo algo em que possa ser melhor que os restantes. E sobra o Uno.

Eu leio que o Uno tem X pinos, mas depois dizem que pino Y não pode ser usado, etc.. Na realidade, quantos pinos posso eu usar, em termos "líquidos", em cada um dos três modelos ?

Eu sei que será pedir de mais, mas será possível dares-me algum tipo de explicação sobre as diferenças entre os tipos de sinal e assim ? Ou então, mandar-me um link ou algo onde possa ler alguma coisa.

Outra coisa, não percebi muito bem a parte do Mega ter de ter um chip a tratar da parte do usb... Os arduinos por si só não tratam da comunicação usb ?

Eu sei que é muito texto, muitas dúvidas, provavelmente por não perceber do assunto, mas peço-te que me tentes guiar um bocado.

Obrigado e abraço.
Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Definicao de sensores:

Quote
São dispositivos eletroeletrônicos que tem a propriedade de transformar em sinal elétrico a transformação de uma grandeza física que está relacionada a uma ou mais propriedades do material de que é feito o sensor.
in http://www.if.ufrgs.br/mpef/mef004/20061/Cesar/SENSORES-Definicao.html

Olhando entao para esta definicao, um potenciometro e um sensor... bem como um interruptor, botao ou encoder.

Usando potenciometros e botoes,  o codigo e facil... e provavelmente com boa performance.

Na pagina dos downloads dessa biblioteca tem cenas para Mega e Leonardo... Ja tentaste ver mais exemplos?
Pelo que vi, o teu programa ira ser bastante simples... le porta analogica, escreve para o USB.

Esta pagina: http://arduino.cc/en/Main/arduinoBoardUno

Tem informacao acerca dos pinos. Quais podem ser usados como entradas analogicas, quais podem ser usados como pinos de PWM... basta ver a seccao de "Input and Output". As paginas semelhantes das outras placas tem a mesma informacao. Podes tambem procurar por Arduino pinout  no google para ver isso em forma grafica.

Todos os arduinos, excepto o DUE e Leonardo tem um chip dedicado para tratar do USB. Isto deve-se ao facto do USB nao ser um protocolo para o qual o chip principal tenha hardware dedicado.
O DUE e o Leonardo tem portas USB no chip principal e por isso nao precisam dum "tradutor" no meio.
Os outros arduinos tem uma porta serie... mas como hoje em dia nao existem computadores com portas serie, esse chip faz essa conversao. Certamente que ja viste um conversor de USB para RS232... o Arduino tem um chip desses na placa a fazer essa funcao.

Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Definicao de sensores:

Quote
São dispositivos eletroeletrônicos que tem a propriedade de transformar em sinal elétrico a transformação de uma grandeza física que está relacionada a uma ou mais propriedades do material de que é feito o sensor.
in http://www.if.ufrgs.br/mpef/mef004/20061/Cesar/SENSORES-Definicao.html

Olhando entao para esta definicao, um potenciometro e um sensor... bem como um interruptor, botao ou encoder.

Usando potenciometros e botoes,  o codigo e facil... e provavelmente com boa performance.

Na pagina dos downloads dessa biblioteca tem cenas para Mega e Leonardo... Ja tentaste ver mais exemplos?
Pelo que vi, o teu programa ira ser bastante simples... le porta analogica, escreve para o USB.

Esta pagina: http://arduino.cc/en/Main/arduinoBoardUno

Tem informacao acerca dos pinos. Quais podem ser usados como entradas analogicas, quais podem ser usados como pinos de PWM... basta ver a seccao de "Input and Output". As paginas semelhantes das outras placas tem a mesma informacao. Podes tambem procurar por Arduino pinout  no google para ver isso em forma grafica.

Todos os arduinos, excepto o DUE e Leonardo tem um chip dedicado para tratar do USB. Isto deve-se ao facto do USB nao ser um protocolo para o qual o chip principal tenha hardware dedicado.
O DUE e o Leonardo tem portas USB no chip principal e por isso nao precisam dum "tradutor" no meio.
Os outros arduinos tem uma porta serie... mas como hoje em dia nao existem computadores com portas serie, esse chip faz essa conversao. Certamente que ja viste um conversor de USB para RS232... o Arduino tem um chip desses na placa a fazer essa funcao.



Tens razão , desculpa pela confusão smiley-wink

O Uno tem portas para tudo o que pretendo ? Relembro, 4 potenciómetros e, pelo menos, 7 push buttons. Caso fique muito "esganado" em termos de quantidade de pinos, usarei um Mega, caso também não haja grande problema com a libraria (irei analisar isso em breve).

Outra pergunta: eu acho que já entendi o "básico" da parte de programação. A estrutura começa com a definição de variáveis, o setup, onde define-se os pinos para output e para input e, por fim, o loop que é a parte do ciclo.
Como não estou habituado a este tipo de aplicação de programação, ficou um pouco confuso com o conceito do loop. O código que estiver no loop, será executado sequencialmente, ou seja, seguindo a sua ordem, certo ?  Se assim for, não há problema que toda a leitura de inputs seja feita aqui ? Os milissegundos que demora a percorrer o ciclo e a fazer as condições que lá existirem, são o suficiente para garantir uma boa fluidez ?

Obrigado smiley-wink
Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

O Uno deve dar... Supostamente tem 14 pinos.

Suponho que nunca programaste em C para um computador.

Se fizeres um programa sem um loop, o que vai acontecer é que o programa corre uma vez. O loop serve para o programa ficar a correr para sempre.
Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Offline Offline
Newbie
*
Karma: 2
Posts: 41
View Profile
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

O Uno deve dar... Supostamente tem 14 pinos.

Suponho que nunca programaste em C para um computador.

Se fizeres um programa sem um loop, o que vai acontecer é que o programa corre uma vez. O loop serve para o programa ficar a correr para sempre.

Eu programo em Java, para PC. Sei bem o que é um loop, um ciclo, etc. Apenas me faz alguma confusão que a leitura de inputs seja feita assim.

Okay, eu devo arriscar e comprar o Uno. Existe algum kit que traga assim umas resistências, fios com terminais, etc , apenas isso, sem arduino ?
« Last Edit: December 30, 2013, 08:29:25 am by RuiFreitas » Logged

'round the world...
Offline Offline
Faraday Member
**
Karma: 42
Posts: 3287
View Profile
WWW
 Bigger Bigger  Smaller Smaller  Reset Reset

Hmmm, nunca programaste em C para computadores?

Quando programas em Java fazes programas baseados em eventos? Ou sequenciais?

Imagina algo assim... perdoa-me os erros que eu nao sei muito de Java.

Code:
int Main() {

System.out.print("Hello, World!!");

}

O que acontece com este programa e que ao terminar de enviar essa string para o canal de saida o programa termina e nao faz mais nada.

No Arduino, e exactamente igual... se nao tiveres um loop, o programa corre uma vez e para.

Eu sei que e dificil de entender uma vez que o microcontrolador e feito para correr um programa permanentemente, mas isto e a maneira correcta, segundo a linguagem C, de fazer isto. Percebes?

Sim, um Uno seria uma boa aposta. Eu tenho ideia que e preferivel comprar material a parte... mas dependendo de onde moras, isso pode nao valer a pena. Eu sei que no Porto havia (quando ainda estava em Portugal) umas quantas lojas onde comprar resistencias...

Tens de ver primeiro os sensores que vais usar e qual o valor deles. Depois entao olha para as resistencias que vais precisar com esses valores.

Mede as resistencias dos potenciometros e vemos qual o melhor valor para ligares isso ao Arduino.
Logged

Eu não sou o teu criado. Se respondo no fórum é para ajudar todos mediante a minha disponibilidade e disposição. Responder por mensagem pessoal iria contra o propósito do fórum e por isso evito-o.
Se realmente pretendes que eu te ajude por mensagem pessoal, então podemos chegar a um acordo e contrato onde me pagas pela ajuda que eu fornecer e poderás então definir os termos de confidencialidade do meu serviço. De forma contrária toda e qualquer ajuda que eu der tem de ser visível a todos os participantes do fórum (será boa ideia, veres o significado da palavra fórum).
Nota também que eu não me responsabilizo por parvoíces escritas neste espaço pelo que se vais seguir algo dito por mim, entende que o farás por tua conta e risco.

Dito isto, mensagens pessoais só se forem pessoais, ou seja, se já interagimos de alguma forma no passado ou se me pretendes convidar para uma churrascada com cerveja (paga por ti, obviamente).

Pages: [1] 2 3 ... 6   Go Up
Jump to: