Go Down

Topic: Interessante o "Projeto Arduino" (Read 1 time) previous topic - next topic

Leandro Teles Rocha

Jan 30, 2012, 10:55 pm Last Edit: Jun 02, 2013, 04:54 am by Leandro Teles Rocha Reason: 1
.

bubulindo

1)
O Arduino é uma marca (registada) para um sistema de desenvolvimento de software embebido baseado nos microcontroladores da família AVR da ATMEL.
Ou seja, o Arduino pode ser decomposto naquela plaquinha com aquele microcontrolador específico (hardware), a IDE para usar no computador e o bootloader (explico em baixo) que está gravado dentro dos chips. O compilador de código para AVR é o AVR-GCC e é software livre. Se quiseres, podes usar apenas qualquer um dos três livremente sem que esteja tudo bloqueado. Na minha opinião, o Arduino vale pelo hardware que foi criado para ele (ou seja os shields) e o bootloader que está nos chips.

2)
Sim, o Arduino usa software livre que corre em Unix, Windows e Mac. Como disse em cima, podes programar o Arduino com o AVR-GCC (que também é livre) sem usar a IDE.
O Android não é livre... consegues arranjar o código binário do sistema operativo?

3)
A ATMEL fabricante dos chips dá apoio aos criadores do projecto. O que ela tem a ganhar é a venda de chips. Um pouco como as empresas que vendem impressoras... perdem dinheiro no hardware para ganharem na tinta. A ATMEL não perde dinheiro no software (porque sempre o deu), mas faz muito mais dinheiro no hardware que vende. Quer em chips para usar nos Arduinos, quer em chips da família AVR que os utilizadores mais avancados passam a usar.

4)
Comecou como um projecto académico. O criador disto queria uma plataforma para os seus alunos comecarem a programar sistemas baseados em microcontroladores, sem terem de estar a preparar o hardware ou investir em programadores da ATMEL (ver explicacão do bootloader). Os programadores hoje em dia (sem olhar à inflacão) estão extremamente mais baratos do que estavam antes do Arduino. Então ele criou uma plaquinha destas (Tive um professor que criou algo semelhante para um 8051, mas não teve o mesmo êxito) e foi distribuindo por mais locais. Eu acho que se o projecto não tivesse virado comercial, hoje não sabias o que era um Arduino.

Estes microcontroladores precisam dum programador para passar o programa do computador para o Arduino. Ou seja, quando compras um chip vazio vindo do fabricante, tens de gravar os programas para lá com o gravador.
Ora, a ATMEL vende esses gravadores (http://www.atmel.com/dyn/products/tools_card.asp?tool_id=2726) e permitiam gravar os programas. No entanto, apareceu uma nova funcão que os microcontroladores fazem que é poderem escrever a sua própria memória de programa. Ou seja, podes criar um programinha pequenino que recebe o programa do computador vindo da porta série e escreve esse programa na memória de programa do microcontrolador. Isto elimina a necessidade dum programador, ou melhor, apenas precisas dum programador para programar o programa que vai receber e escrever na memória do microcontrolador. Esse programa chama-se bootloader.

Mais dúvidas?
This... is a hobby.

Go Up
 


Please enter a valid email to subscribe

Confirm your email address

We need to confirm your email address.
To complete the subscription, please click the link in the email we just sent you.

Thank you for subscribing!

Arduino
via Egeo 16
Torino, 10131
Italy