E depois do projeto testado?

A dúvida que surge após os testes com o arduíno é qual o próximo passo?

Acredito que depois dos testes terem ocorrido da forma esperada o usuário queira experimentar montar o circuito e liberar seu arduíno para novos projetos. Muitos podem dizer que a escolha do microcontrolador seja o próximo passo, porém acredito que muitos queiram usar o mesmo microcontrolador no qual já testaram o projeto por ser mais fácil e compatível, mas quais as melhores ferramentas para desenhar o circuito, bem como adquirir e gravar o microcontrolador e montar a placa.

Alguém poderia indicar os próximos passos?

Ola Allan,

Normalmente se voce usa Arduino como plataforma de desenvolvimento e se o seu projeto acaba virando um produto final, voce utiliza os mesmo componentes, ou mto similares no projeto final. Caso voce decida mudar para outra plataforma, por examplo ARM, o ideal seria refazer seu prototipo em uma placa de desenvolvimento ARM (exemplo STM32 Nucleo Boards) para evitar surpresas.

Se o seu projeto esta funcionando como esperado e o custo/dispinibilidade no mercado para o MCU e outros componentes (Regulator, Oscillator, Conectores, etc) que voce esta usando sao OKs, voce entao tem que fazer um prototipo de todo o circuito. Para desenhar circuito existem algumas ferramentas gratuitas como o Eagle e Design Spark. Ferramentas profissionais como Altium tambem existem mas o custo de licenca pode ser meio alto.

Desenhar um circuito pela primeira vez pode levar tempo, principalmente ate voce montar a "biblioteca" de componentes com o esquema de cada parte e os "footprints".

Como base voce devera utilizar os schematics da placa de desenvolvimento que voce usou no seu prototipo, juntamente com informacoes/datasheet to MCU e outros componentes que ira utilizar. Nao esqueca de colocar PPs ou "programing pads", para voce poder gravar seu software no micro-controlador.

Para gravar seu software, dependendo da quantidade que ira produzir voce pode utilizar um computador e um ISP (se estiver utilizando Arduino). Se for uma quantidade muito grande de placas, voce pode montar uma outra placa para funcionar como "programador", normalmente voce nao faz apenas uma placa, mas um "painel" de placas e programa todo o painel ao mesmo tempo.

Outra questao importante eh pensar em testes automatizados, que pode ser feito com a mesma placa que ira programar. Por examplo, medindo a voltagem em um ponto especifico ou enviando uma "comando" e esperando uma "responta".

Agora se voce quer produzir nao mais do que 100 unidades o melhor e mais barato talvez seja fazer tudo manualmente mesmo, Apenas deixe os "programming pads" disponiveis e apos soldar os componentes programe e teste uma a uma. Dependendo do numero de componentes montar as placas a mao tb pode sair mais barato do que utilizar servicos de PCBA (PCB Assembly).

Se voce nunca desenhou uma placa de circuito antes, nao se preocupe muito com os detalhes na primeira versao, tente tambem nao ficar mto restrito a dimensoes. Apenas tenha certeza que voce tem um "pad" para acessar cada pino do MCU e na proxima versao voce otimiza isso. Da mesma forma, nao tente acertar e produzir 1.000 ou 10.000 placas de primeira pois existe uma grande change se voce jogar tudo no lixo :wink:

Para pequenas quantidades ja utilizei o servico da "PCBWay" e "Smart-Prototyping" e ambos oferecem excelente custo/beneficio. Para producoes mais serias tive boa experiencia com OurPCB que oferece incrivel qualidade a um pequeno custo aditional.

Seque um link the um video interessante sobre dicas para desenhar placas de circuito para producao: EEVblog #127 - PCB Design For Manufacture Tutorial - Part 1 - YouTube

Amigos vocês acreditam que arduino e seus modulos podem ter uso comercial/profissional além de do desenvolvimento? Por exemplo um projeto de automação residencial...

@wkpedro, se for para produzir milhares de unidades finais e vender acredito que o custo beneficio, principalmente na parte de "montagem" seja mais barato produzir uma placa de acordo com seus requirimentos. Voce teria flexibilidade com design e a aparencia.

No entanto se a ideia eh somente montar algumas unidades e o formato fisico nao seja importante... e voce nao ligue para a "enclosure", acho que utilizar um Arduino como o Pro Mini ou ate o Nano possa ser OK. Arduino Uno talvez nao seja ideal devido ao seu tamanho e pessoalmente nao confiaria deixar tudo conectado nos "headers".

Se voce nao tem nenhum requerimento especial como "rodar seu projeto por bateries", acho que no final tudo acaba quando se calcula o custo/beneficio + aparencia.

@musskopf obrigado pela sua atenção amigo

Na verdade eu estou desenvolvendo um projeto de automação residencial, nele eu uso arduino nano e conta com uma rede Xbee.

Eu pretendo depois de desenvolver uma interface legal para o usuário final deixar rodando em 3 casas de familiares que ja investiram na compra desses módulos, arduinos, xbess etc.
Com o tempo logico os primeiros bugs irão se revelar, e buscarei contorna-los.

Posso confiar 100% uma casa no arduino para essas tarefas criticas e simples como o funcionamento de uma lampada? algo que nunca pode falhar… (a não ser a lampada queimar isso acontece)

Na verdade não pretendo fazer isso em grande escala e tornar um produto não… Quanto a aparência já pensei em usar algumas dessas caixinhas de interruptor mesmo que vendem ai em material de construção, não seria um problema…

@wkpedro quanto ao Arduino, as coisas que podem falhar sao: MCU, power regulator ou o codigo. Se seu codio nao tiver bugs ou memory leaks e vc estiver alimentando o regulator dentro doa limites, sem nada super aquecer e dentro das especificacoes... bom isso soh vai parar quando faltar luz :slight_smile:

Esses microcontrollers sao extremamente estaveis e confiaveis. Basicamente a mesma coisa q roda dentro do seu microondas, maquina de lavar, controle remoto... simplesmente funciona.

Boa sorte com seu projeto.... a proposito, desenvolvo uma versao do Arduino para usar com Internet das Coisas (IoT), funciona com pilhas AA por anos, tem radio integrado e suporta atualizacao de firmware remota... Whisper Node - AVR - Wisen

Valeu!

musskopf:
@wkpedro quanto ao Arduino, as coisas que podem falhar sao: MCU, power regulator ou o codigo. Se seu codio nao tiver bugs ou memory leaks e vc estiver alimentando o regulator dentro doa limites, sem nada super aquecer e dentro das especificacoes... bom isso soh vai parar quando faltar luz :slight_smile:

Esses microcontrollers sao extremamente estaveis e confiaveis. Basicamente a mesma coisa q roda dentro do seu microondas, maquina de lavar, controle remoto... simplesmente funciona.

Interessante @musskopf, eu pretendo alterar um pouco o switchs dessas casas para deixar 100% no arduino, poq assim fica mais facil de se obter o retorno se a lampada esta ou ou off, obrigado pela resposta

musskopf:
desenvolvo uma versao do Arduino para usar com Internet das Coisas (IoT), funciona com pilhas AA por anos, tem radio integrado e suporta atualizacao de firmware remota... https://talk2.wisen.com.au/product-talk2-whisper-node-avr/
Valeu!

Parabéns pelo seu projeto, nao vi algo assim antes, interessante mesmo, um arduino com rf já, muito legal, e quanto a interferencia? 0? eu uma vez tentei trabalhar com modulos rfs mais em conta que o xbee e nao tive muito sucesso(eu sou noob tbm, deve ter sido por isso) por isso migrei, mas quanto a sua plataforma eu achei muito legal, voce consegue fazer uma comunicação com um arduino central que esta com um modulo ethernet e uma pagina rodando com uma interface quem for usar
Você é brasileiro ?
Eu também vi esse produto da sua pagina "Talk² Raspberry PI HAT" e achei interessante apesar de nao entender nada sobre Raspbry pi, esses modulos paracem ser ideias para automação residencial..

Parabéns campeão, como dizem por aqui, "mandou muito!"

:slight_smile:

Eh, acaba sendo dificil achar solucao para automatizar e ao mesmo tempo manter o controle manual de algumas coisas. So tenha certeza que nao crie nenhum risco para os moradores. Use sempre algum tipo de isolator (optocoupler por exemplo) quando for controlar corrente alternada de 110/220V e faca testes de stress para ter certeza que nada ira super-aquecer.

Quanto a interferencia RF, acredito que voce tenha testado aqueles modulos simples de 433Mhz, que sao pouco sofisticados. Modulos de RF como o RFM69 e similares contam com avancadas tecnicas de modulacao, ja para minimizar problemas e aumentar a performance. Radios Xbee sao excelentes, apesar do custo elevado, ele oferecam grande facilidade para implementacao, soh deixam a desejar um pouco quando se trata de baixo consumo uma vez que possuem um protocolo proprio para gerenciar a comunicacao que eh meio complexo.

Sim, sou brasileiro mas moro no exterior... Quanto ao modulo para o RPi, a ideia eh oferecer um link dos protocolos bem simples utilizados entre microcontroladores com um dispositivo mais sofisticado, ideal para fazer a ponte com a Internet.

Valeu!

sim, foram esses modulos baratos pouco sofisticados mesmo.
olha, a sua loja ainda ta offline entao nao da pra comprar nada…
mas como te disse, sou noob, entao tenho certas duvidas como, qual interface eu iria utilizar, da pra ter uma central ligada a um ethernet por exemplo? com a comunica;'ao ethernet ja da pra fazer varias interfaces como a pagina e apps

A loja era para estar online, aparece algum erro em algum momento? A url eh https://wisen.com.au

Quanto a interface, a ideia eh conectar um dos nodes a um PC ou raspberry Pi via serial, e usar essa combinacao como base/roteador. Desta forma voce consegue elevar o protocolo somente quando necessario e manter as coisas simples nos nodes remotos ao invez de querer rodar tcp/ip e webserver diretamente nos "pobres" microcontrollers.

Da uma olhada neste post https://talk2.wisen.com.au/2015/12/15/connecting-to-the-internet/

Valeu

Interessante, eu vou comprar algumas peças assim q possível, e que agora acabei de fazer um investimento nesses xbees e preciso colocar isso pra funcionar por uma questao ate de honra rsrs
mas assim q der vamos testar esse seu nodo e o HAT aqui