Na protoboard funcinou, agora vou tentar passar para uma PCI. Preciso de ajuda.

Olá, pessoal... Fiz um projetinho no EAGLE tentando reproduzir o que fiz na protoboard... Ficou assim:

Alguém sabe me dizer se vai funcionar? Fiquei com dúvida nas conexões, principalmente no terra...

Agradeço desde já.

Fala Alvinando,

Se você colocar também o esquema elétrico que fez no Eagle fica mais fácil de analizar se está tudo OK ou não.
De qualquer forma: Compara as conexões da placa com as conexões no protoboard, é uma boa forma de verificar se está tudo OK.

O esquema eléctrico diz-nos muito mais que este desenho. Até porque não podemos mexer nos componentes para verificar se a pista liga no componente. O Eagle por vezes parece ter tudo ligado, mas não tem. ;)

Outra coisa que achei estranho é a falta do cristal e condensadores. Acho que ligaste o AGND, mas não vejo ligação nenhuma ao AVCC, creio que esse também teria de estar alimentado mas não tenho a certeza.

Não vi o tamanho das pistas, mas na escola aprendi que I = I1 + I2 + I3 + I4 + In... ou seja, as correntes vão todas ser somadas no ponto onde se encontram. Se vão ser somadas lá, terás de garantir que o "cabo" por onde ela vai passar é grande o suficiente. Todas as pistas têm o mesmo tamanho... o GND (e VCC) devem por norma ter um tamanho um pouco maior que as restantes pistas para garantir que a corrente passa por lá confortavelmente. Já agora e ainda dentro do mesmo assunto, tenta aumentar o tamanho das pads (locais onde vais soldar os componentes) para o máximo que conseguires. Esse tamanho que está no desenho é muito bonito mas só se for feito com uma máquina. Se for para fazer à mão vais ficar sem cobre porque a broca vai fazer um buraco enorme.

Ter esses LEDs todos a passar pelo chip não me parece boa ideia. Já pensaste em ligar aí um chip de interface de potência? Algo como um ULN2803 ou 20XX. É apenas uma boa regra de desenho. Já experimentaste isto na placa a sério?

Outra coisa, porquê o tamanho desmesurado da placa? Com o que tens aí, podes fazer uma placa com um terço desse tamanho.

Por último, tenta manter as pistas todas com os mesmos graus. Fica bonito e dá um karma positivo à placa. :)

Desculpa todas estas coisas, pelo que vejo estás a aprender e tudo o que referi são pontos importantes, principalmente para quem nunca desenhou ou construiu uma placa de circuito impresso.

Uma dica:

Alguns programas de desenho de circuito impresso (talvez o Eagle também dê), permitem fazer pads elípticos. Um pad elíptico é o ideal para circuitos feitos em casa porque te permite aumentar o tamanho da área que tens disponível para soldar mantendo as áreas mais apertadas livres.

DanDare:
Fala Alvinando,

Se você colocar também o esquema elétrico que fez no Eagle fica mais fácil de analizar se está tudo OK ou não.
De qualquer forma: Compara as conexões da placa com as conexões no protoboard, é uma boa forma de verificar se está tudo OK.

Olá amigo!
Obrigado pela resposta!

Vou fazer o esquema elétrico! Não sabia que era possível fazê-lo no Eagle. Obrigado pela dica!

Abraço!

bubulindo:
Outra coisa que achei estranho é a falta do cristal e condensadores. Acho que ligaste o AGND, mas não vejo ligação nenhuma ao AVCC, creio que esse também teria de estar alimentado mas não tenho a certeza.

Não vi o tamanho das pistas, mas na escola aprendi que I = I1 + I2 + I3 + I4 + In… ou seja, as correntes vão todas ser somadas no ponto onde se encontram. Se vão ser somadas lá, terás de garantir que o “cabo” por onde ela vai passar é grande o suficiente. Todas as pistas têm o mesmo tamanho… o GND (e VCC) devem por norma ter um tamanho um pouco maior que as restantes pistas para garantir que a corrente passa por lá confortavelmente.
Já agora e ainda dentro do mesmo assunto, tenta aumentar o tamanho das pads (locais onde vais soldar os componentes) para o máximo que conseguires. Esse tamanho que está no desenho é muito bonito mas só se for feito com uma máquina. Se for para fazer à mão vais ficar sem cobre porque a broca vai fazer um buraco enorme.

Ter esses LEDs todos a passar pelo chip não me parece boa ideia. Já pensaste em ligar aí um chip de interface de potência? Algo como um ULN2803 ou 20XX. É apenas uma boa regra de desenho. Já experimentaste isto na placa a sério?

Outra coisa, porquê o tamanho desmesurado da placa? Com o que tens aí, podes fazer uma placa com um terço desse tamanho.

Olá amigo!
Que resposta completa, heim? Muito obrigado pela resposta, e pelas dicas!

Vamos lá:

Do que se trata esses “condensadores” e “cristal”? Na verdade, estou em dúvida. Já ouvi dizer que preciso colocar um capacitor entre o 5v e o terra. É necessário?

Quanto ao tamanho da placa: vou consertar isso. Realmente, ficou com muita área “livre”, completamente desnecessário.

Irei também consertar a espessura das trilhas.

Minhas dúvidas agora, são:
1 - Preciso colocar o capacitor entre o 5v e o terra?
2 - Há algo a mais, faltando neste circuito (como por exemplo, esses “cristais” ou “condensadores”?
3 - O chip (atmega328) precisa de ligação ao terra? Segundo o projeto do arduíno que eu peguei, não há ligação do terra com o chip, por isso fiquei (e estou) na dúvida.

Abraço!

Agradeço desde já à quem puder retirar minhas dúvidas!

alvinando: Vou fazer o esquema elétrico! Não sabia que era possível fazê-lo no Eagle. Obrigado pela dica!

Estás a dizer que fizeste tudo isto à mão???? :|

O EAGLE serve para fazer tudo. Ou seja, crias o esquema eléctrico do que pretendes no EAGLE e ao inserires os componentes eléctricos escolhes a "pegada" (eu sou Português, por isso pegada pode ter um significado diferente para ti, mas eu pretendo dizer footprint) do componente e depois interligas todos os componentes com a opcão de Wire. Quando terminares, podes clicar num botão que diz ERC (Electric Rules Check) para ver se todos os pinos estão ligados, etc...

alvinando: Olá amigo! Que resposta completa, heim? Muito obrigado pela resposta, e pelas dicas!

Vamos lá:

Do que se trata esses "condensadores" e "cristal"? Na verdade, estou em dúvida. Já ouvi dizer que preciso colocar um capacitor entre o 5v e o terra. É necessário?

Quanto ao tamanho da placa: vou consertar isso. Realmente, ficou com muita área "livre", completamente desnecessário.

Irei também consertar a espessura das trilhas.

Minhas dúvidas agora, são: 1 - Preciso colocar o capacitor entre o 5v e o terra? 2 - Há algo a mais, faltando neste circuito (como por exemplo, esses "cristais" ou "condensadores"? 3 - O chip (atmega328) precisa de ligação ao terra? Segundo o projeto do arduíno que eu peguei, não há ligação do terra com o chip, por isso fiquei (e estou) na dúvida.

O Arduino precisa dum "relógio" para correr. Esse relógio é o condensador e para ligar o cristal, normalmente são precisos condensadores.

Neste Arduino:

http://arduino.cc/en/Main/ArduinoBoardNano

O cristal é aquele componente metálico com um 16 em cima. Sem algo desse tipo, o Arduino não corre o programa. Nesse mesmo link, tens o esquema eléctrico dessa placa em EAGLE e podes tirar para estudares as ligacões minimas que são necessárias para a placa. Nota o componente Y1 da placa. :)

Dúvida 1:

O condensador entre os 5V e a terra serve para proteger o circuito de ruído vindo da fonte de alimentacão... deves sempre meter mais que um condensador até... Regra geral, na alimentacão de cada chip da placa deves colocar um condensador. Normalmente de 0,1uF. Isto porque nunca consegues garantir que a fonte de alimentacão vai ser muito boa. Então é mais barato colocar condensadores do que correr riscos. :)

Dúvida 2:

O cristal, os condensadores para o cristal e para a alimentacão, a alimentacão dos pinos AVCC, AREF e AGND e pouco mais...

Dúvida 3:

Sim, precisa sempre de ligacão à terra. O projecto que pegaste pode ter os símbolos de alimentacão escondidos. Existem softwares de circuitos onde não é preciso indicar a alimentacão, e basta definir duas redes como GND e VCC e o software automaticamente liga-as à alimentacão dos chips.

A minha dúvida agora é, tu obviamente não sabes de hardware, para quê desenhar uma placa?

bubulindo:
Estás a dizer que fizeste tudo isto à mão??? :expressionless:

O EAGLE serve para fazer tudo. Ou seja, crias o esquema eléctrico do que pretendes no EAGLE e ao inserires os componentes eléctricos escolhes a “pegada” (eu sou Português, por isso pegada pode ter um significado diferente para ti, mas eu pretendo dizer footprint) do componente e depois interligas todos os componentes com a opcão de Wire. Quando terminares, podes clicar num botão que diz ERC (Electric Rules Check) para ver se todos os pinos estão ligados, etc…

O Arduino precisa dum “relógio” para correr. Esse relógio é o condensador e para ligar o cristal, normalmente são precisos condensadores.

Neste Arduino:

http://arduino.cc/en/Main/ArduinoBoardNano

O cristal é aquele componente metálico com um 16 em cima. Sem algo desse tipo, o Arduino não corre o programa. Nesse mesmo link, tens o esquema eléctrico dessa placa em EAGLE e podes tirar para estudares as ligacões minimas que são necessárias para a placa. Nota o componente Y1 da placa. :slight_smile:

Dúvida 1:

O condensador entre os 5V e a terra serve para proteger o circuito de ruído vindo da fonte de alimentacão… deves sempre meter mais que um condensador até… Regra geral, na alimentacão de cada chip da placa deves colocar um condensador. Normalmente de 0,1uF. Isto porque nunca consegues garantir que a fonte de alimentacão vai ser muito boa. Então é mais barato colocar condensadores do que correr riscos. :slight_smile:

Dúvida 2:

O cristal, os condensadores para o cristal e para a alimentacão, a alimentacão dos pinos AVCC, AREF e AGND e pouco mais…

Dúvida 3:

Sim, precisa sempre de ligacão à terra. O projecto que pegaste pode ter os símbolos de alimentacão escondidos. Existem softwares de circuitos onde não é preciso indicar a alimentacão, e basta definir duas redes como GND e VCC e o software automaticamente liga-as à alimentacão dos chips.

A minha dúvida agora é, tu obviamente não sabes de hardware, para quê desenhar uma placa?

Olá, amigo! Mais uma vez, muito obrigado pela resposta, estou a aprender muito!
Estou estudando Engenharia Eléctrica na Universidade Federal de Santa Catarina,
mas só estudei um semestre até agora (de dez!). Como gostei muito deste primeiro semestre,
resolvi “me adiantar” um pouco e começar a (tentar) fazer uma PCI por minha conta!
Treinei na minha Protoboard, e consegui fazer este circuito funcionar, utilizando o Arduíno.

Me recomendaram o Eagle para desenhar a placa! Não sabia que era necessário primeiramente fazer o esquema eléctrico!
Agora vou fazer desta forma!

Baixei agora o DataSheet do ATmega328 e vi aonde preciso conectar o Ground! Já não tenho mais dúvida quanto à isto.

Meu amigo, tiraste a maioria das minhas dúvidas. Agora, estou com mais uma apenas:

Qual cristal devo colocar nesta placa? Como faço para mensurar isto?
E este cristal é ligado entre o 5v e o Terra, como o Condensador?

Muito obrigado novamente!!!

Vou utilizar os Condensadores (capacitores de 1uF

Viste o link que te indiquei?

Lá tens este ficheiro http://arduino.cc/en/Main/ArduinoBoardNano com o esquema. O tal cristal é o componente Y1 que está por baixo do botão de reset.

Como engenheiro electrotécnico, não me parece que te estejas a adiantar ao desenhar placas de circuito impresso. Se calhar o teu tempo seria mais bem empregue a estudar electrónica (para perceber o que são e para que servem os cristais, por exemplo) ou a estudar/praticar programacão ou projecto de circuitos electrónicos.

Desenhar placas é algo complexo, é possível de aprender imenso sobre isso na escola, mas a maior parte das vezes é com experiência que se aprende a desenhá-las. Nas empresas onde trabalhei e que conheco existe alguém que só desenha placas e a maior parte dos projectos só temos de especificar tamanho/forma da placa e fazer o esquema eléctrico. O resto é feito pelo desenhador que pode ou não ser um engenheiro electrotécnico. Aliás, engenheiros a desenhar placas de circuito impresso só conheci um... mas ele desenhava placas de circuito impresso com 50x50 cm de área. :S Olhar para aquelas placas era quase como olhar para um Picasso. :)

Tudo isto para explicar que, a não ser que queiras mesmo seguir esta área de desenho técnico, fazer placas de circuito impresso sem perceberes a electricidade/electrónica que está lá é um desperdício do teu tempo. É preferível adquirires as bases de electrónica agora e preocupares-te em desenhar mais tarde.

Mas tu é que sabes o que fazes com o teu tempo...

bubulindo: Viste o link que te indiquei?

Lá tens este ficheiro http://arduino.cc/en/Main/ArduinoBoardNano com o esquema. O tal cristal é o componente Y1 que está por baixo do botão de reset.

Como engenheiro electrotécnico, não me parece que te estejas a adiantar ao desenhar placas de circuito impresso. Se calhar o teu tempo seria mais bem empregue a estudar electrónica (para perceber o que são e para que servem os cristais, por exemplo) ou a estudar/praticar programacão ou projecto de circuitos electrónicos.

Desenhar placas é algo complexo, é possível de aprender imenso sobre isso na escola, mas a maior parte das vezes é com experiência que se aprende a desenhá-las. Nas empresas onde trabalhei e que conheco existe alguém que só desenha placas e a maior parte dos projectos só temos de especificar tamanho/forma da placa e fazer o esquema eléctrico. O resto é feito pelo desenhador que pode ou não ser um engenheiro electrotécnico. Aliás, engenheiros a desenhar placas de circuito impresso só conheci um... mas ele desenhava placas de circuito impresso com 50x50 cm de área. :S Olhar para aquelas placas era quase como olhar para um Picasso. :)

Tudo isto para explicar que, a não ser que queiras mesmo seguir esta área de desenho técnico, fazer placas de circuito impresso sem perceberes a electricidade/electrónica que está lá é um desperdício do teu tempo. É preferível adquirires as bases de electrónica agora e preocupares-te em desenhar mais tarde.

Mas tu é que sabes o que fazes com o teu tempo...

Olá novamente, bubulindo. Mais uma vez, obrigado pelas dicas e pela atenção despejada.

Refiz o esquema da placa, ficou desta forma:

Creio que agora está tudo OK, verifiquei as ligações com o DataSheet do ATmega328 e com o esquema do Arduíno Uno.

Tenho uma dúvida: Fiz tudo isto direto na função "Board", do EAGLE. Agora, como está, como faço para imprimir as trilhas? Precisarei remover todos os componentes e deixar só as trilhas e mandar imprimir, já que não tenho o esquema elétrico?

Preciso terminar logo esta placa.

Essa placa está tão má como a primeira...

Reparei que também escreveste no fórum em inglês e apontaram algo que me escapou. Faltam-te as resistências entre o microcontrolador e os LEDs. Assim vais queimar o chip.

Para que é a resistência em paralelo com o cristal e o cristal sem os condensadores curto-circuitado com a terra??? Mais uma vez, tu não sabes muito de hardware e estás a tentar fazer algo sem bases para isso. E nem sequer estás a aprender algo de importante ao fazê-lo, percebes?

Começa por estudar algo que realmente te vá dar jeito e deixa o desenho de placas para o fim. Eu não estou a dizer isto para te magoar ou para te rebaixar, é apenas um conselho de quem já esteve onde tu estás. Percebes?

Queres ver uma placa minimamente decente? Posta aqui o teu "esquema" em EAGLE para eu fazer algo decente.

Uploaded with ImageShack.us

Uploaded with ImageShack.us

30 minutos... e está uma valente m"#$%