Produto baseado em arduino

Bom dia pessoal,

A duvida que trago é relativa à comercialização de um produto baseado em arduino para Portugal.
Sendo que não tenho experiência em licenciamento de código nem sei quais são as problemáticas em lançar um produto para o mercado que envolva a base do arduino (esquemáticos adaptados/copiados, codigo que provem de uma plataforma open-source), pretendia que alguém me ajudasse nesse campo.

Posso comercializar para as massas sem mencionar, claramente que é um produto "arduino-based"?
Há problemas em lançar o produto sem disponibilizar o código que por sua vez vem de uma base open-source?

Quais os riscos que a potencial empresa pode vir a correr?

Obrigado

É uma questão de ler a licença. Os produtos quando são libertados têm uma licença associada. Para os produtos “open source” (software), normalmente é a licença GPL ou uma derivada. No caso do hardware (e no caso do Arduino em especial) não tenho bem a certeza de qual é a licença, mas essa informação deve poder encontrar-se facilmente no “ciberespaço”. Se procurar produtos comercializados baseados em Arduino vai ver que existem (estou-me a lembrar principalmente dos que aparecem em campanhas de crowdfunding no kickstarter ou indiegogo, ou outros locais do género) por isso acredito que seja possível utilizar esta plataforma para criar novos produtos e comercializá-los.

Chamo apenas a atenção para o facto de comercializar um produto electrónico (para massas) em Portugal (e na Comunidade Europeia em geral) ter mais implicações legais que apenas o facto da licença. Estou-me a lembrar da Marcação CE, do registo na Sociedade Ponto Verde, do registo na Amb3E, do registo na anreee, etc.

OK.

Obrigado Luis, foi suficientemente esclarecedor.

No que toca aos esquematicos... a nao ser que tenha exactamente o mesmo formato dum Arduino e principalmente a parte da alimentacao (com a seleccao entre USB ou fonte externa), nao existe muito por onde pegar ja que aquilo e literalmente o minimo dos minimos.

Quanto as bibliotecas e IDE, ai sim e caso de ler a licenca, mas e provavel que nao seja de borla para produtos comercializados.

Como e que isto e verificado nao sei... mas convem ter em atencao um pequeno pormenor que, a nao ser que alguem queira ser um vigarista, ao vender um produto vai ter de o suportar. A maneira mais simples de evitar problemas com o suporte de produtos e desenvolve-los de forma a conhecer a sua topologia e funcionamento ao minimo detalhe.

Imagina que amanha o teu produto esta la fora e tem um problema numa das bibliotecas... que vais fazer? Mandar um email ao autor da biblioteca para te resolver o problema?

Mas certamente que ja pensaste nisso.