voltimetro amperimetro

Boas. Sou novato por essas andanças, e gostaria k me ajudassem a programar o demilanove para fazer um voltimetro e um amperimetro de 0 a 30 volts 0 a 5 amperes com o lcd de 2/16.

Desde ja agradeço

Já conseguiu fazer?

O que sabes de electricidade?
É AC ou DC?

Já tens o hardware de medição pronto?

Dá uma olhada nisso: Volt-Amperímetro com Arduino - Parte 1: Protoboard

Na segunda parte tem o resto do artigo com esquemático, layout do circuito impresso, outras explicações e um vídeo do dispositivo funcionando.

É uma ideia fazeres como está no esquema... Se perceberes de electricidade, corres algum risco. Se não perceberes de electricidade corres um sério risco de queimar a placa.

Além de que, 5 amperes a correr pela breadboard vão deixá-la num lindo estado... negro.

Não percebi aquilo do fitzring. Se um esquema é complicado, mostrar uma imagem sem resolução duma montagem em breadboard é 10 vezes pior. Mas se P = R * I^2 = 0,47 * 5^2 = 25 * 0,47 = 11,75 W.

Mas pronto... cada um sabe de si e como já referi noutros fóruns, é só uma questão de tempo até alguém se magoar com um Arduino.

Se quiseres medir corrente, existem chips que fazem isso de forma segura. Para medir tensão podes utilizar o método das duas resistências, mas seria muito melhor utilizar um amplificador para teres algum isolamento entre os 30V e o microcontrolador.

Boas, eu já consegui fazer o voltímetro amperímetro, com avr, mas sem usar o arduino, mas de qualquer forma o shunt resistor servira para o amperímetro e o divisor de voltagem para a voltagem, usei resistências de 1% e funcionou na perfeição.

bubulindo, porque voce não tentou clicar na imagem para ve-la em tamanho normal? aquilo é o zoom 100% do fritzing.... ou baixa o arquivo e ve nele direto com zoom 200%, ou como quiser.... na segunda parte, semana que vem, vai sair o resto do projeto no circuito impresso com trilhas grossas entre os bornes.... agora, só me explica porque alguem se magoaria com arduino....

phaethom, mesmo com resistores de 1% precisa ter calibração, foram usados de filme metálico 1/2W.... e note que a resolução para ler até 50v na porta analogica do arduino fica na casa do 0,07V.... os voltimetros que voce compra em loja tem várias escalas diferentes (20v, 200v, etc) para voltagens DC justamente porisso....

Rferreira, vc conseguiu perceber que o bubulindo é português,ou de alguma região que fala o tradicional portugues, certo? Magoar lá não é o mesmo que aqui. E aí eu concordo com a parte de tomar cuidado... Medir corrente, ainda mais nesses níveis e algo extremamente perigoso... Cuidade extremo é essencial... E, principalmente, estudar muito antes de botar a mão na massa!

bubulindo, porque voce não tentou clicar na imagem para ve-la em tamanho normal? aquilo é o zoom 100% do fritzing.... ou baixa o arquivo e ve nele direto com zoom 200%, ou como quiser.... na segunda parte, semana que vem, vai sair o resto do projeto no circuito impresso com trilhas grossas entre os bornes.... agora, só me explica porque alguem se magoaria com arduino....

Eu cliquei e vi a imagem no tamanho maior... aumentar o tamanho no browser para tentar perceber o que lá estava só ia piorar as coisas uma vez que aumentar o tamanho acima dos 100% ia diminuir a resolucão tornando as coisas bem piores de ler. E mantenho a minha opinião... aquilo, mesmo a 100% não dá para perceber o que lá está. Em todos os casos, um esquema correctamente desenhado será sempre melhor que aquilo. Por algum motivo os arquitectos usam AutoCAD em vez do paint, não é?

1A de corrente a passar pelo corpo humano chega para matar. Imagina 5... Quem colocou a questão não disse o que seria a fonte de electricidade no caso dele, mas lembra-te que não é a tensão que mata... é a corrente. Logo por pouco provável que seja que a fonte dele consiga na realidade dar os 5A, nós não sabemos e como tal devemos aconselhar cuidado.

Quando digo magoar, refiro-me a alguém apanhar um choque, queimar-se ou algo pior... as pessoas cada vez mais usam o arduino em coisas com mais potência sem ter conhecimentos para tal e como digo acho que é uma questão de tempo até haver um acidente.

Para terminar, mesmo usando diferentes resistências, os multimetros não usam só um divisor de tensão... Usam outro circuito no meio... já vi até circuitos em que as resistências são alteradas no circuito de ganho do amplificador.

Mas eu só estou a avisar... não estou a criticar, apenas acho que o Arduino leva muitas pessoas a mexerem em coisas que não percebem completamente e que são perigosas. Só isso.

Como dúvida pessoal... experimentaram aquela montagem com 5A? Experimentem... 5A numa bread board, ou até num circuito soldado e depois falamos mais deste assunto.

Obrigado Italo por perceberes onde queria chegar.

Dá pra sacar que ele é de Portugal pelos tempos verbais que ele usa que não são comuns aqui, entre outras coisas. ;D

Mas enfim, o desenho da protoboard é para pessoas que quiserem subir o codigo fonte e testar para ver se está tudo funcionando antes de montar o circuito. A idéia é facilitar a vida de quem testar ou modificar/adaptar o circuito. A segunda parte tem o esquemático e o layout no Eagle. Se voce analisar muito técnicamente vai achar o fritzing horrível mesmo, pois ele serve só pra demostrar graficamente PROTOTIPOS DE BANCADA.

Nunca foi a ambição desse artigo ser perfeito nos critérios técnicos e nem em nenhum outro. O que nota-se por aí é que os técnicos em eletronica e engenheiros, sei lá, estão se remoendo ao ver que o conhecimento da eletronica esta se popularizando igual com a programação aconteceu um dia e ficam reclamando de tudo que é feito com Arduino.

Nos proximos dias a outra parte vai estar disponivel e voces critiquem como quiser. Quem mete a cara na internet está sujeito a receber muuuuuuito mais críticas que elogios mesmo. Só espero que ninguem se ofenda por não ter entendido algo devido ao meu "português ruim".

Português ruim? LOL Não vi erro nenhum nos teus posts. :P Lá porque falas um dialecto diferente do que eu falo, não implica que seja mau. É apenas diferente. Só isso.

Eu critiquei acima de tudo o facto da montagem ser feita sem grande segurança para o microcontrolador e com azar para a porta USB onde ele está ligado. Infelizmente não encontrei a segunda parte... Não havia link na página e até tentei alterando o endereço no browser e também não resultou. :(

Eu sou engenheiro electrotécnico e não me estou a remoer por ver pessoas a usarem o Arduino para construirem coisas que necessitam ou que imaginaram. Basta dar uma vista de olhos pelo fórum e exemplos de utilizadores em que muito poucos são engenheiros ou técnicos e vê-se coisas muito interessantes e boas.

O que me assusta é ver que esta facilidade e poder de construir algo traz consigo uma responsabilidade que a maior parte das pessoas não sabe, não quer saber ou não compreende. E é aí que a facilidade de usar o Arduino se torna perigosa. Nos fóruns do Arduino vê-se imensa gente a querer comutar 220V, a querer controlar motores com alguma potência para movimentação de cargas, etc, etc... e isso pode correr mal.

A meu ver as pessoas usarem o Arduino não me incomoda, porque:

  • Muitas das pessoas sem conhecimentos técnicos que o usam, usam-no para criar algo que não estão dispostas a pagar para ser um engenheiro a fazer.

  • Muitas das vezes são coisas tão específicas que um engenheiro ou uma empresa não está disposta a investir para o fazer. Logo a única possibilidade é ser a pessoa a fazê-lo.

E como já referi, muitos dos projectos são muito interessantes. Se algum desses projectos tiver asas para se tornar comercial, tenho a certeza que para isso o acontecer, engenheiros terão de estar envolvidos. Quanto mais não seja devido à regulamentação de segurança, etc, etc...

Outra coisa muito interessante no Arduino é ter aberto as portas dos microcontroladores a programadores... o que abriu ainda mais as possibilidades de interface com aplicações de alto nível com electrónica "básica".

Quanto a receberes criticas... não leves as minhas como uma ofensa. Eu critiquei porque não concordo da maneira como implementaste a medição de corrente e tensão. Eu sei que funciona... mas também sei que é facílimo de haver problemas sérios em fazê-lo daquela forma. Não fiques ofendido pela critica, tenta perceber e desenvolver uma solução melhor. :)

E mete o link para a segunda parte do artigo aqui que eu estou interessado em ver. :)

Eu fui me interessar por essa área justamente pelo que você falou: estava em um projeto que as coisas paravam na minha mão por falta de apoio e investimento e eu me vendo obrigado a buscar alternativas. Isso é muito comum por aqui, nosso país não tem vocação para o desenvolvimento tecnológico e industrial, mas isso é outra história. De qualquer forma foi bom vocês terem colocado essa questão aqui, pois acho que fui negligente mesmo em não citar esse risco.

Em 3 dias vai estar disponível a segunda parte. Não tem nada de mais também, é somente mais uma plaquinha feita em casa. Fiquei até com medo de mostrar agora. :P

Heh, hj em dia é tudo “aviso”, “perigo”…

Conheço qm testa ligação 220v com a mão, nos anos 60 testaram AC no cinema p/ dar choque em filme de terror (wikipedia)!
Sem falar no video classico do ladrãozinho do norte (youtube) q corta cerca elétrica na mão “dói nada nao moço” hahah…

Unicas dicas q eu sigo, qdo mexendo em AC, eh solado bom e uma mão no bolso. E sempre encapar. Sempre. Sempre.

boas, a regulaçao vai depender dos calculos no firmware, ou seja nos cálculos efectuados, fiz com divisor de resistencias, e testei com meu multimetro digital e n vejo diferencas, mais tarde meto aki uma. qto a divisor de resistencias aqui esta o link, http://en.wikipedia.org/wiki/Voltage_divider, basta fazer as contas para que o v out nao seja superior a 5 volts

olha.... eu fiz o seguinte... o arduino le de 0~5v enquanto o valor lido é de 0~1023.... considerando o divisor que eu coloquei que cria uma relação de 1 para 10 (100k e 10k ohms), com 5v da porta analogica eu vou ter 50v antes do divisor... dai só utilizei a função map (uma variação dela, na verdade) para mapear 0~1023 para 0~50 para obter a leitura.... a calibração eu optei por fazer justamente em cima do valor máximo de referencia, o 50v.... se analisar direitinho o código fonte voce vai entender....

na verdade qualquer combinação de resistores funcionam nesse circuito (evite usar valores mais baixos, pois eles vão esquentar mais), só voce achar o valor máximo de referencia que resultará nos 5v da porta analogica e colocar ele lá no código, na variável VOLTAGE_MAP.... o mesmo para amperagem com a variável CURRENT_MAP, só que nesse caso o valor de referencia é de 10A :o :o :o .... agora sim os colegas da engenharia vão me cruscificar... ;D

basta fazer as contas para que o v out nao seja superior a 5 volts

Explica também que conta fazes para o Vin não ser superior ao máximo que calculaste...

Qual a voltagem maxima da tua fonte de alimentação?

Continuação: http://rexpirando.blogspot.com/2011/01/volt-amperimetro-com-arduino-parte.html

Favor criticar, né! ;D

Qual a voltagem maxima da tua fonte de alimentação?

Eu sei calcular um divisor resistivo...

O meu ponto é que se por algum motivo a tensão de entrada for acima do limite que calculaste, o circuito e arduino vão sofrer...

Isso acontece num multímetro normal? Não. Existe um circuito de protecção lá dentro. O que vem sendo o meu ponto é que se não sabes o suficiente, é preciso ter cuidado ao mexer nalgumas coisas. Se não sabem, aprendam um pouco mais e não corram riscos, só isso.

acho estranho o cristal nao ter condensadores ligado a massa no teu esquema.